Agricultura no Huambo

Huambo EDA comercializa mais de 700 toneladas de fertilizantes aos camponeses de Longonjo Longonjo – Setecentas toneladas de fertilizantes, entre adubo 12/24/12 e sulfato de amónio, estão a ser comercializados a preços acessíveis aos camponeses e agricultores do município de Longonjo (província do Huambo), pela Estação de Desenvolvimento Agrária (EDA). O facto foi avançado hoje, domingo, pelo director da EDA do município de Ekunha, Moisés Leonardo Kapusso, que assegurou que uma unidade de adubo 12/24/12 está a ser comercializado num valor de três mil e 200 Kwanzas contra os cinco e 500 do mercado informal e o sulfato de amónio esta a ser vendido a dois mil e 700. O responsável assegurou que a venda de fertilizantes será extensivo para todas as comunas que compõem o município de Longonjo, por formas a facilitar a aquisição dos insumos agrícola por parte dos camponeses e agricultores daquela região, por formas a aumentar a produção. Moisés Leonardo Kapusso assegurou que a venda de fertilizantes vai abranger mais de 12 mil camponeses e agricultores que vão estar envolvidas na presente campanha agrícola no município de Longonjo. Na presente época agrícola no município de Longonjo, a cerca de 64 quilómetros a oeste da cidade do Huambo, prevê-se cultivar mais de 40 mil e 526 hectares de terra com culturas de milho, feijão, batata rena e hortícolas diversas.
publicado por asbcong às 14:37 | link do post